COMO CALCULAR REVESTIMENTO PARA PAREDES

Imagem: Pixabay

Aprender como fazer o cálculo de revestimento para paredes é essencial para evitar o desperdício de material. Por isso, nesse artigo você vai aprender as bases para a realização do cálculo de revestimento para paredes. Além disso, também vai aprender consequentemente, a poupar dinheiro durante a construção do seu projeto. 

Mais do que saber qual a metragem exata da parede aonde você irá fazer o revestimento, é também necessário que você entenda que, possivelmente, precisará de algumas peças extras para o seu revestimento.

Neste artigo, eu vou te ensinar e te fornecer algumas dicas importantíssimas para que você aprenda a fazer um cálculo correto. Além de fazer um cálculo o mais exato o possível para o revestimento de toda a sua parede.

REALIZE O CÁCULO DE MANEIRA ASSERTIVA

Se você está pensando em reformar ou revestir uma parede, é sempre muito comum ter dúvidas na hora de calcular o seu espaço para revestimento. Desenvolvemos este artigo, para que a partir desta leitura, você consiga realizar o cálculo para o revestimento da sua parede de maneira segura e muito mais assertiva.

Com esse artigo será possível facilitar o seu trabalho, bem como te auxiliar de forma ampla com esta tarefa. Com exemplos práticos e dicas fundamentais para a realização do cálculo, você aprenderá de uma vez por todas a fazer o cálculo correto para o revestimento do espaço da sua parede.

Confira as principais dicas a seguir!

Como calcular a metragem de forma correta

Mais do que saber a exata metragem da parede que irá receber o revestimento, é muito importante saber que você precisará comprar peças extras para o seu revestimento.

Geralmente, será utilizado cerca de 10% a mais se a área for quadrada ou retangular, no entanto, se a área for triangular, a média extra a ser utilizada em revestimentos será de 20%. Isso ocorre, porque alguns materiais possuem o corte feito de maneira não exata, e portanto, imprevistos sempre podem acontecer no decorrer da obra.

Para medir a quantidade necessária para o revestimento de paredes, basta realizar o cálculo da área desejada, em metros quadrados, e  multiplicar o comprimento x altura. A partir dessas informações, será possível prever gastos e diminuir custos, antes mesmo de iniciar a obra.

De modo simples, para medir a quantidade necessária para o revestimento da sua parede, basta realizar o cálculo da área desejada, em metros quadrados, e  multiplicar o comprimento x altura.

A partir dessas informações, será possível prever gastos e até mesmo, diminuir os custos da obra. Essas são informações necessárias para que você confira antes mesmo de fazer qualquer compra de material.  

CÁLCULO DE REVESTIMENTOS PARA PAREDES

O cálculo para o revestimento de paredes também é simples, Para fazê-lo, será preciso multiplicar a largura de cada parede pela altura do ambiente. Após isso, subtraia a área de paredes ou portas que existem, pois essas áreas não receberão o revestimento. Ao final do cálculo, some a margem de 10% de erro.

EXEMPLO PARA O REVESTIMENTO DE PAREDES

Imagem: Pixabay

Suponhamos que está revestindo um quarto pequeno, com 4 paredes de 2 metros de largura, em um ambiente que tem 2,5 metros de altura. Para chegar no resultado da área total de paredes, você precisa medir 4×2, logo o resultado será igual a 8. Em seguida, multiplique os 8m pelos 2,5m. Assim, o resultado final, sem medir as portas e janelas, será de 20m².

Cálculo do espaço de portas e janelas da parede

Medição de Paredes e Janelas: Para medir paredes com portas e janelas, será necessário medir toda a área do ambiente e então, depois, será preciso subtrair as áreas de portas e janelas.

Já para a medição de áreas que contenham a superfícies triangulares, será necessário, primeiramente medir a Base da estrutura e então, multiplicar a altura e somente depois, será preciso dividir o resultado por dois.

Então, calcule o espaço da porta e das janelas. Nesse exemplo, a porta mede 0,8m x 2m, o que nos dá uma área de 1,6m², e as janelas medem 1m x 0,5m, o que nos resulta em 0,5m². Então, você soma essas áreas (1,6m² + 0,5m²), chegando no resultado de 2,1m². Então, você subtrai esses 2,1m² da área total, que é 20m², chegando aos 17,9m². Some os 10% de margem de erro (17,9 x 0,10), que, neste caso, o resultado é 1,79. Ou seja: você soma 1,79m² + 17,9m² e, no final, saberá qual terá o cálculo exato de revestimento para a parede: 19,69m².

Atenção às detalhes: evite prejuízos

Em primeiro lugar, é importante frisar que embora o cálculo para revestimento de paredes pareça uma conta fácil de se fazer, o cálculo não deve ser feito de qualquer maneira.

Isso ocorre porque se a conta não for feita corretamente, poderá trazer sérios prejuízos para a obra, afetando o tempo que ela deveria ser finalizada, exacerbando o seu orçamento, e consequentemente, causando muito prejuízo e desperdício de dinheiro e de material. Portanto, fazer o cálculo corretamente, torna-se imprescindível para o bom desenvolvimento da sua obra. 

Outras áreas de revestimento

Em relação ao cálculo de revestimento para piso, é de extrema importância que você saiba o formato exato dele, pois as fórmulas matemáticas mudam de acordo com o cálculo do piso. Para os pisos retangulares ou quadrados, deverá ser medida a largura e o comprimento do espaço e então, multiplicar um pelo outro. Para os pisos triangulares, será necessário medir a base e a altura e então multiplicar uma pela outra e então, dividi-la por dois. Já para os pisos recortados, será preciso dividir a área em formas conhecidas, como quadrados, triângulos e retângulos. Deste modo, você terá a medida da área de cada um dos recortes e por fim, deverá somá-los. Chegando ao resultado do cálculo, acrescente mais 10%, ou ainda, 20% se o seu piso for triangular.

Como saber a quantidade de investimento

Imagem: Pixabay

Para que você aprenda a comprar a quantidade correta de piso, você deve escolher qual o revestimento que você utiliza e também quantos metros quadrados possui em cada caixa.

Deste modo, será preciso dividir a medida do piso com o valor extra da sobra pelo valor de caixa. Assim você saberá quantas caixas serão necessárias para revestir o piso do seu ambiente.

Na maioria das vezes, não será possível chegar a um número exato, então, lembre-se: sempre arredonde para cima.

O cálculo é simples, mas mantenha a atenção.

O cálculo de revestimento de paredes é extremamente simples. Neste sentido, para fazer o cálculo, você deverá multiplicar a largura de cada parede pela altura do ambiente. Em seguida, você deverá subtrair a área de paredes ou portas que existem, pois essas áreas receberam o revestimento. Por fim, some a margem de 10% de erro para mais, isso lhe garantirá mais segurança para o seu projeto.

O Cálculo do Rodapé 

Para realizar o cálculo do Rodapé, você deverá medir a altura do mesmo, sendo que geralmente, a medida fica entre 10cm e 15cm. Lembre-se que os pisos devem ser cortados e quanto mais alto o rodapé, mais alto o rodapé deverá ser cortado e consequentemente, mais material deverá ser utilizado.  Além disso, é importante que os tamanhos do rodapé e do porcelanato sejam compatíveis e que deem uma conta exata, por exemplo: se o rodapé que será utilizado no seu espaço possui possui hipoteticamente 10cm de altura e as peças do piso possuem 60cm, será possível fazer 6 rodapés com a mesma peça, no entanto, se o rodapé tiver 15cm, será possível fazer 4 rodapés com a mesma peça de porcelanato.  

É muito importante que o cálculo seja e represente a exatidão no valor das medidas, há um desperdício de material das peças e consequentemente de dinheiro.

Lembre-se também que não apenas para pisos e paredes, mas também para o rodapé, vale a dica máxima da margem de 10% de peças extras, o que garantirá mais segurança para a sua obra.

Deste modo e como essas dicas, você estará mais preparado para nao errar na hora de calcular o revestimento para pisos, paredes e rodapés do seu projeto.

DICAS PRÁTICAS SOBRE O REVESTIMENTO DE PAREDES

Imagem: Pixabay

Na maioria das vezes, será necessário que se compre cerca de 10% a mais de material de construção.

Isso será necessário para compensar possíveis perdas e gastos extras; se a parede a ser revestida tiver muitos recortes ou ainda, uma superfície triangular ou repleta de irregularidades, será necessário comprar cerca de 20% do que a área calculada anteriormente. 

Lembre-se que o seu rejunte deve ser de qualidade e principalmente, impermeável, pois deste modo, será possível evitar manchas e danificações causadas pela absorção de líquidos e resíduos que venham a cair sobre o piso. Principalmente no caso das paredes de cozinhas e banheiros, lembre-se de qualidade faz muita diferença no resultado final.

No momento em que você for escolher qual material deverá revestir a sua parede, não considere não apenas a estética do piso, mas também a funcionalidade do mesmo. Em muitos casos, o piso possui uma estética muito atraente, no entanto, a funcionalidade do mesmo, deixa muito a desejar. 

Por fim, mas não menos importante, antes da compra do material de revestimento, leve em consideração, o fluxo de pessoas, o ambiente, o tamanho médio do cômodo, a temperatura e a idade média das pessoas que frequentam o ambiente a ser revestido.

Atualmente, por exemplo, existem pisos especiais, para idosos e até mesmo para crianças que estão aprendendo a andar. É sempre importante pensar não somente na estética, mas também na funcionalidade do material a ser utilizado. 

Tenha atenção na hora do cálculo

Para se calcular a área do piso ou da parede de algum cômodo, é sim muito mais fácil do que você pode imaginar. Embora as contas sejam simples, e você até consiga fazê-las de cabeça, tenha muito cuidado ao anotar as medidas do seu ambiente e não fazer essas anotações de maneira errada, ou seja, cuidado para não anotar algum número errado. Qualquer erro, por menor que possa parecer, pode causar uma grande dor de cabeça no futuro. Sempre é melhor prevenir e realizar um bom trabalho inicialmente.

Algum erro na sua conta, poderá resultar em revestimento a mais, o que representa desperdício de dinheiro, o que também afeta o financeiro da obra, mas também aumenta o tempo para a finalização da mesma. 

TENHA MAIS PRATICIDADE

Esse artigo foi criado para facilitar a sua vida, e o seu trabalho. O nosso objetivo é que você tenha aprendido um pouco mais sobre o revestimento de pisos e de paredes para qualquer ambiente da sua casa!

Embora, este seja um artigo introdutório, ele não deixa de ser um conteúdo extremamente importante e releante para quem deseja aprender a calcular o revestimentos de pisos e paredes para qualquer projeto. 

Aprender a fazer o cálculo de revestimentos corretamente, é fundamental para que você economize financeiramente, invista de forma mais assertiva o seu dinheiro na obra, e ainda tenha o resultado final conforme o esperado.

Para que o seu projeto saia da maneira como o mesmo foi planejado, é necessário muito planejamento. Além disso, é importante consultar especialistas para que te auxiliem no processo, ter uma boa equipe ao seu lado, fará muita diferença no resultado final.

Se você quer ter mais praticidade nos seus cálculos de construção para revestimentos de pisos e paredes dos seus projetos, temos uma ótima ferramenta para te auxiliar neste processo.

Clicando no link abaixo, você será direcionado par uma planilha que foi desenvolvida exclusivamente para a realização do cálculo quantitativo de revestimento, de argamassa de assentamentos e também para rejunte de pisos, paredes, fachadas e escadas.

Além de te auxiliar nos cálculos quantitativos para paredes, a planilha te ajudará a ser mais assertivo e prático no decorrer da construção. Sua utilização no desenvolvimento do seu projeto, evitando assim, qualquer falha no docorrer do mesmo. 

Garanta a sua planilha agora mesmo, clique no link abaixo e tenha mais assertividade, praticidade e economia de tempo e de dinheiro no seu projeto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *