Projeto luminotécnico | O que é, Tipos de Iluminação, Lâmpadas e Dicas

Você sabe o que é um projeto luminotécnico? Já parou para pensar na importância da iluminação de um ambiente? Para muitas pessoas, algo tão comum quanto uma sala iluminada pode parecer apenas mais um item a ser cumprido durante a construção ou decoração da casa. No entanto, uma iluminação bem planejada pode transformar um ambiente.

Antigamente, acreditava-se que a iluminação era apenas um detalhe, algo que poderia ser discutido após a construção. Porém, cada vez mais a iluminação passa a ser considerada um fator de extrema importância no design do ambiente.

Há diversos fatores a serem levados em consideração. Os tipos de iluminação, assim como tipos de lâmpadas. Como a iluminação pode ser utilizada da melhor forma em ambientes internos e externos.

Neste post nós iremos discutir um pouco sobre o projeto luminotécnico. O que ele é, e como ele pode ajudar a transformar por completo qualquer ambiente.

Planilha de Cálculo Luminotécnico que atende NBR 5413

  • O que é um projeto luminotécnico?

Um projeto luminotécnico possui o objetivo de analisar a iluminação ideal para um ambiente. Para isso, serão considerados fatores importantes como a utilidade do espaço. Assim como sua decoração e arquitetura.

Projeto Luminotécnico branco e tijolo

Um fator precisa complementar o outro para a harmonia do ambiente. Além disso, o projeto luminotécnico leva em consideração o conforto aos olhos, de forma que o ambiente seja agradável à vista do dono da casa.

Apenas com a iluminação aliada a uma boa arquitetura, é possível dar mais espaço ao ambiente. A famosa aparência de possuir um cômodo maior do que seu real tamanho. No entanto, para a sua eficiência é essencial que projeto seja realizado em conjunto com a arquiteta do cômodo.

Em caso de o ambiente estar sendo construído, o arquiteto poderá pedir ajuda a outro profissional para a criação do projeto. Se o ambiente está sendo decorado, a iluminação deverá ser considerada tão importante quanto a escolha dos objetos ou até mesmo da cor da pintura das paredes.

Banner 2 da planilha de Iluminância de Interiores

Além disso, a função do ambiente também deve ser levada em consideração. Um quarto, provavelmente precisa de uma iluminação mais confortável. Que provoque uma sensação de descanso e calma.

Por outro lado, um escritório pode precisar de luzes mais intensas para garantir a produtividade. Ou até mesmo, a possibilidade do ambiente ser usado para trabalhos a qualquer hora do dia.

Projeto Luminotécnico de Escritório

A importância da iluminação é tamanha, que profissionais especializados começaram a aparecer. Os Lighting Designers têm o conhecimento necessário para criar os projetos luminotécnicos para os ambientes. Eles poderão trabalhar junto a arquitetos ou designers de ambiente.

Para começar um projeto, no entanto, é necessário saber alguns conceitos.

Planilha de Cálculo Luminotécnico que atende NBR 5413

  • Tipos de iluminação

Existem três tipos de iluminação: A direta, indireta e Difusa. A depender da função do ambiente haverá um tipo de iluminação ideal para cada situação. A iluminação correta pode transformar um ambiente completamente. Por isso, é importante saber as opções de iluminação disponíveis e o efeito de cada uma delas:

  • Iluminação Direta

A iluminação direta, assim como o nome sugere, é aquela que ilumina diretamente um objeto ou superfície. Ela é ideal para escritórios e salas de estudo porque facilita a leitura de livros, por exemplo. A iluminação direta é considerada uma luz “dura”, o que pode cansar um pouco a vista.

Iluminação Direta em Projeto Luminotécnico

No entanto, ela também nos mantém acordados. Por tanto, ela é a opção ideal para um ambiente que será usado para produtividade, como escritório. Quando posicionada corretamente, ela pode lhe fazer prestar atenção a um certo ponto importante. Este ponto pode ser a sua mesa de estudos, ou computador de trabalho.

Por ser uma luz bastante dura, ela é capaz de criar formas. Sendo assim, é possível brincar com a arquitetura do ambiente para que a iluminação direta destaque seus detalhes.

Os objetos de iluminação que normalmente possuem esse tipo de iluminação são:

  • AbajurAbajur previsto em Projeto Luminotécnico
  • Luminárias de Mesa e Piso

Luminária de Mesa previsto em Projeto de Iluminação

  • Spots

Apesar de não ser a iluminação ideal para quartos, por exemplo, muitas pessoas utilizam o abajur ao lado da cama. Por se tratar de luz direta, ela ajuda na hora de ler um livro antes de dormir. No entanto, para maior conforto visual nesse tipo de ambiente, a iluminação indireta pode ser uma melhor opção.

Banner 2 da planilha de Iluminância de Interiores

  • Iluminação Indireta

A iluminação indireta é bastante usada quando o ambiente possui forro de gesso. Ao contrário da luz direta, a indireta se “espalha” pelo ambiente, o iluminando como um todo. Isso permite uma sensação mais agradável e calma, proporcionando um ambiente amigável.

Iluminação Indireta em Sanca de Gesso projetada na prancha de iluminação

É ideal que o ambiente que irá receber a iluminação indireta tenha superfícies claras. Uma vez que, a luz do objeto irá refletir na superfície e então iluminar o ambiente.

Por ela ser mais suave, pode provocar sono. Logo, ela não é ideal para ambientes de estudo. No entanto, ela se mostra uma boa opção para quartos, espaços de lazer e salas de estar.

Além disso, a iluminação indireta não provoca o calor térmico. A luz direta posicionada em cima de um sofá, por exemplo, poderá esquentar o acento.

  • Iluminação Difusa

Na iluminação Difusa, há a instalação de uma lâmpada no centro do ambiente. Ao contrário da iluminação indireta, a difusa se mostra mais presente e notável. Porém, ainda sendo relativamente confortável aos olhos.

Iluminação Difusa em projeto de iluminação

Alguns projetos luminotécnicos utilizam a iluminação difusa em conjunto com as outras iluminações. Por estar localizada no centro, ela iluminará todo o ambiente de forma uniforme. Logo, é esperado que não haja grandes sombras no local.

Este tipo de iluminação é frequentemente utilizado em salas, cozinha, quartos e banheiros. Ambientes que precisam de um nível de conforto. Porém, precisam estar bem iluminados para a realização de tarefas básicas.

As opções de mistura são muitas. Spots e Lustres, Luminárias e Sancas. A depender da sua preferência.

Planilha de Cálculo Luminotécnico que atende NBR 5413

  • Tipos de lâmpadas

Além dos tipos de iluminação que devem ser consideradas em um projeto luminotécnico, há também as lâmpadas. Cada lâmpada terá um efeito diferente no ambiente. Logo, é preciso conhecer bem cada uma para que criar o projeto.

Além disso, por vezes, a lâmpada também irá influenciar no visual do local. Comprovando ainda mais a importância de prestar atenção a esse detalhe.

Os tipos de lâmpada são:

  • Halógenas: As lâmpadas halógenas são incandescentes e possuem iodo. Possuem também alta durabilidade e uma luz forte.

  • LED: Favoritas, as LED possuem ótima potência, economizam energia e duram muito. Por isso, estão presentes na maioria dos lares e são as escolhidas para os mais diversos projetos.

Lâmpada LED usada em Projeto Luminotécnico

  • Lâmpada de descarga: A lâmpada de descarga gera luz através da eletricidade e gases presentes dentro da lâmpada. Tem ótima duração e são as escolhidas para a iluminação Difusa. Existem três tipos de lâmpadas de descarga, mas a mais conhecida é a fluorescente.

Banner 2 da planilha de Iluminância de Interiores

Projeto Luminotécnico com Lampada Fluorescente

De acordo com o objetivo para o ambiente, a lâmpada ideal poderá ser escolhida. No entanto, de forma geral, a LED é a lâmpada favorita para a iluminação de ambientes.

  • Iluminação Interna

Para criar um projeto luminotécnico de um ambiente interno há diversos passos. Primeiramente, como falamos, é necessário saber a função do ambiente. Será ideal que o projeto de iluminação seja feito com a ajuda do arquiteto responsável pelo local. No entanto, essa parte poderá ser feita posteriormente a construção também.

Com o design do ambiente em mãos, será possível decidir qual tipo de iluminação é ideal para aquele ambiente. A iluminação direta poderá ser usada para destacar os detalhes da decoração. Ela pode ser uma boa opção para espaços com decoração mais moderna e forte. Com formas geométricas usadas para os detalhes.

Projeto Luminotécnico de sala

Por outro lado, a iluminação indireta pode ser a opção se o cliente está em busca de algo mais aconchegante. Um projeto de iluminação que torne o ambiente confortável, com ar de “casa”. Nesse caso a iluminação indireta ou difusa poderão ser usadas separadamente ou em conjunto.

Além disso, é necessário também levar em consideração o tamanho do ambiente. Uma iluminação forte pode fazer parecer que o espaço é bem menor. Enquanto a luz correta, refletindo em uma superfície clara pode aumentar o tamanho espaço visualmente.

Outro ponto a ser levado em consideração é o calor térmico. Se a intenção é usar o ambiente por diversas horas diariamente, uma lâmpada sem o calor será a melhor opção. Assim como aquela que não canse a vista, uma vez que você está exposto a ela por bastante tempo.

  • Iluminação Externa

O projeto luminotécnico para uma área externa será um pouco diferente comparado a área interna. Aqui, há função do ambiente é praticamente a mesma em todas as casas. Sendo apenas uma iluminação para todo o local. É apenas um ambiente. Por isso, encontrar o tipo de iluminação ideal pode ser mais complexo.

No caso de uma área externa em uma residência, o objetivo quase sempre será o conforto. Dessa forma, uma iluminação direta pode não ser a melhor opção. Elas podem destacar em excesso as plantas e detalhes do jardim, assim como “roubar” a sua atenção enquanto você estiver no ambiente.

Projeto luminotécnico de um estacionamento de um estádio de futebol

Se a área externa em questão for para um evento, a história muda. A iluminação direta pode ser utilizada como decoração do ambiente. Dando destaque as plantas, ou caminho que de ser seguido pelas pessoas.

Planilha de Cálculo Luminotécnico que atende NBR 5413

Além disso, será possível usar cores na iluminação. Algo que não é muito comum em jardins domésticos.

Da mesma forma que a iluminação correta pode ajudar a destacar os pontos interessantes da área interna. Ele pode também esconder os pequenos defeitos. Colocar a iluminação dura pode dar um charme ao local, um ar de mistério. Enquanto a difusa ou indireta será mais relaxante.

Porém, na maioria dos casos, o ideal será uma iluminação mista. Uma iluminação mais discreta no jardim, plantas e decoração. Porém, a luz direta poderá ser usada se houver uma área de churrasco, onde será necessária maior iluminação. Uma iluminação difusa nesse caso pode provocar dificuldade em achar objetos pequenos em gavetas, por exemplo.

Projeto luminotécnico de um quadra de tênis

Uma área que possua cadeiras ou sofás para a família ou convidados também pode precisar de maior iluminação. Especialmente se o local for utilizado para fazer refeições ao ar livre. Se o espaço em questão for grande, provavelmente será necessária a utilização de mais de um tipo de iluminação.

  • Conclusão

Neste post nós discutimos os conceitos básicos do projeto luminotécnico ou projeto de iluminação. Nós também entramos em maiores detalhes sobre os conceitos que giram em torno desses projetos.  Resumidamente, os tópicos que cobrimos foram:

  1. O Projeto Luminotécnico é a tentativa de levar em consideração a função, objetivo e decoração de um espaço. De forma a fazer com que sua iluminação esteja em harmonia com esses fatores.
  2. Existem diversos tipos de iluminação. Direta, Indireta e Difusa. Cada uma delas poderá ser usada para destacar detalhes ou tornar o ambiente mais confortável. Tudo irá depender da função do espaço.
  3. Os tipos de lâmpadas também devem ser levados em consideração na hora de criar um projeto luminotécnico.
  4. O projeto para uma área interna irá depender basicamente da função do espaço. Assim como a quantidade de horas que a pessoa pretende passar no local.
  5. Em espaços externos, é provável que mais de um tipo de iluminação seja utilizada. Principalmente se o espaço for maior. Poderá ser utilizada luz direta nas partes que precisam de mais iluminação. Enquanto uma luz mais confortável aos olhos nas outras partes do local.

De forma geral, o projeto luminotécnico busca tornar o ambiente mais “eficiente”. Ou seja, se o objetivo é tornar aquele quarto em uma área de estudos, a iluminação correta pode facilitar esse objetivo.

Banner 2 da planilha de Iluminância de Interiores

Se o objetivo é fazer as pessoas se sentirem confortáveis e relaxadas, apenas a luz escolhida poderá estragar ou melhorar a situação.

Da mesma forma, escolher a luz correta para cada ambiente irá tornar a sua casa mais confortável e prática. Eis a importância de não considerar a iluminação “apenas mais uma etapa” da decoração.

Ela deve ser planejada com cuidado, levando em consideração os pontos destacados neste artigo para que seja criado um bom projeto luminotécnico.

Projeto luminotécnico | O que é, Tipos de Iluminação, Lâmpadas e Dicas
Quantas estrelas merece esse post?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *